sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Para mim...


Olá querida,

Creio que não me conheça, ou melhor dizendo, parece-me loucura escrever pra você pois sei que não existe e nunca existirá. Você é tão segura de si mesma, tão responsável quanto aos seus atos que precisava dizer-lhe ao menos porque não deixei, e nem deixarei, que exista. Quando era pequena, o meu único sonho era ser uma moça conhecida, estar nas passarelas e usar roupas bonitas e agradáveis. Mas com o tempo percebi que não era aquele mundo que queria para mim, então criei você. Uma moça bonita e comportada, decidida e com personalidade forte. Um rosto capaz de mil sorrisos e de mil olhares. Você seria conhecida pelo mundo inteiro, e todos se espelhariam em você. Seu rosto seria visto em todos os teatros desse país, e em todas as televisões também. Além disso, sua voz contagiaria o mundo inteiro e suas músicas seriam escutadas por muitas gerações. Você seria o modelo perfeito de Atriz/Cantora. Sempre foi comum as pessoas seguirem as duas carreiras, e era isso que você seria, ou se preferir, era isso que eu seria. Mas eu não conseguia te enxergar muito longe, não conseguia identificar os mil sorrisos dos quais falei. Foi ai que de súbito, percebi que meu lugar não seria na frente dos palcos, e sim atrás, acompanhando cada detalhe, cada palavra escrita por mim. Eu, e agora já não digo mais você, seria uma escritora, foi sempre o que desejei fazer, mas você me ajudou a perceber isso. Por alguns momentos creio que chegou a existir, em alguma brincadeira de criança ou em alguma apresentação de escola. Por isso sinto que lhe devia explicações quanto a pessoa que me tornei. Escritora e sem arrependimentos, lembrando sempre de você, com seus mil olhares, e levando comigo, a sua personalidade forte. Espero que possas compreender, e se te conheço, sei que ficará feliz por isso, você sempre quis o melhor para nós.

Um abraço querida, sinto muito que seu destino seja existir apenas em minha memória
 

Blog Template by YummyLolly.com