terça-feira, 1 de março de 2011

Mulher, sexo frágil

"Dizem que mulher é o sexo frágil , mas que mentiram absurda" , pra quem nunca ouviu, esse é um trecho de uma musica do Erasmo Carlos. Quem nunca abriu a boca pra dizer que mulher é o sexo frágil? Será mesmo frágil? Quantas mulheres nesse mundo aprendem a viver independentes, lidando com coisas que muitos homens não saberiam resolver? Mães que trabalham o dia inteiro para sustentar sua casa e ainda arrumam tempo para se preocupar com seus filhos. Mães que enfrentam qualquer um para defender suas "crias". Mas como toda regra tem sua exceção, eu sou a exceção das mulheres fortes e independentes. Sim, eu sou frágil, talvez até demais, e eu não tenho vergonha de dizer que eu não sei me virar sozinha, que eu tenho medo de errar, que eu sou insegura nas minhas decisões, que comentários maldosos me deixam mal, que coisas simples me abalam, que uma mera palavra pode destruir o meu dia, que eu tenho medo de ser rejeitada e que eu necessito receber atenção em todos os momentos da minha vida. E nem por isso eu deixo de ser mulher, ou quem sabe um pouco menos, apenas uma menina.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blog Template by YummyLolly.com